Fandom

Apocalipse Escarlate

Grande Guerra

Redirecionado de Great War

1 412 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários4 Compartilhar
 ... 
Gametitle-FO1.pngGametitle-FO2.pngGametitle-FO3.pngGametitle-FNV.pngGametitle-FO4.pngGametitle-FOT.png
Gametitle-FO1.pngGametitle-FO2.pngGametitle-FO3.pngGametitle-FNV.pngGametitle-FO4.pngGametitle-FOT.pngGametitle-FOBOS.pngGametitle-FOS.pngGametitle-FOW.pngGametitle-VB.pngGametitle-FOT2.pngGametitle-FOBOS2.pngGametitle-FOX.pngPV13.pngGametitle-FB.png

War. War never changes.

Ron Perlman

A Grande Guerra foi um conflito nuclear de proporções mundiais que começou e terminou em 23 de Outubro de 2077, envolvendo as maiores potências nucleares do planeta - incluindo os Estados Unidos, China e URSS - sucedendo a Guerra de Recursos e uma série de disputas diplomáticas e militares. Foi a maior e a mais rápida guerra da história, durando cerca de apenas duas horas, mas causando o maior holocausto nuclear já visto, com bilhões de mortos e a destruição de grande parte do planeta Terra.

Geralmente, considera-se que o ataque inicial surgiu dos chineses, seguido de uma reação em cadeia por parte dos Estados Unidos e de outros países, porém não se tem conhecimento do ponto inicial da guerra. Devido à Guerra dos Recursos, as forças militares da maioria das nações estavam em baixas, o que colaborou com o uso de armas nucleares. A escassez de recursos, seguido de um colapso na economia mundial, a falência das nações européias e a tomada militar por parte dos americanos sobre o Canadá, acompanhada da invasão chinesa do Alasca, também colaboraram com o ataque.

A guerra terminou com grande parte do mundo destruído, tomado por radiação nuclear e mudanças significativas no ciclo climático. Os Estados Unidos e a China foram devastados em todas as regiões territoriais. O fim dos governos abriram espaço para o surgimento de uma série de facções formadas por sobreviventes, incluindo a Enclave - remanescentes do Governo dos Estados Unidos -, Brotherhood of Stell - grupo militar formado por ex-militares -, e os Super Mutantes, uma facção de mutantes previamente usados como cobaias para uma pesquisa de melhoramento de desempenho físico para soldados do front antes da guerra, resultados de um vírus chamado Forced Evolutionary Virus. A Grande Guerra iniciou um novo capítulo na história humana, envolvendo disputas pela reconstrução da civilização.

Eventos pré-guerra

A situação geopolítica que levou à uma guerra nuclear global foi provocada principalmente pelo início de uma crise energética mundial, quando as entregas de combustíveis fósseis, especialmente petróleo, finalmente começou a ter escassez até o ano de 2050. Esta crise de energia foi, em parte, o resultado da quantidade crescente de combustível fóssil necessária para alimentar o mundo (ver Divergência). O resultado desta crise energética foi uma disputa crescente com todos os países avançados e industrializados pelos últimos recursos significativos, e pela exploração de novas regiões potenciais que poderiam conter mais recursos.

Como já era previsto, uma série de conflitos militares começou a ser impulsionado pela fome de recursos naturais por parte das grandes nações. A Comunidade Europeia reagiu ao aumento rápido dos preços do petróleo a níveis inaceitavelmente altos por países ricos em petróleo do Oriente Médio em 2052, desencadeando uma ação militar naquela região. Estes conflitos acabaram por resultar na destruição da cidade israelense de Tel Aviv, em dezembro 2053 por um dispositivo nuclear terrorista e uma troca nuclear limitada entre os participantes do conflito em 2054, o primeiro conflito do tipo no mundo desde 1945.

Como as Nações Unidas tentaram com pouco sucesso em manter a paz, muitos dos países membros acabaram abandonando a organização, seguida de uma série de conflitos causando a Guerra dos Recursos em 2052. As Nações Unidas acabou se dissolvendo e perdendo o controle diplomático sobre as maiores potências. Já prevendo uma possível guerra de proporções mundiais, o governo dos Estados Unidos iniciou a construção de Vaults - abrigos nucleares - para proteger uma pequena parte da população em caso de um holocausto nuclear, por volta de 2058. Cerca de 122 vaults foram construídos até 2063, exceto o Vault 13.

Em seguida, após o colapso das negociações comerciais, da exploração unilateral americana das reservas recém-descobertas no último ponto significativo de petróleo, e principalmente pelo comportamento agressivo dos americanos e as acusações de rejeição diplomática das potências mundiais, os chineses invadiram o Alasca em 2066 com o objetivo de dominar em parte as reservas de petróleo dos americanos. A reação dos Estados Unidos foi imediata, e a movimentação de tropas americanas em território Canadense resultou na anexação do Canadá em 2076 para garantir defesa em frente as tropas inimigas no Alasca. A invasão foi condenada, devido ao uso excessivo de violência contra civis por parte dos americanos.

Os Estados Unidos realizaram o contra-ataque aos chineses, lançando uma invasão contra a China continental em 2074 para reduzir a pressão chinesa na frente do Alasca. Apesar de contratempos iniciais, essa estratégia foi bem sucedida e as forças americanas libertaram a cidade de Anchorage no Alasca e forçaram as forças chinesas a recuar totalmente do solo americano em Janeiro de 2077. Essa vitória foi em grande parte devido ao uso de tecnologia avançada por parte dos americanos, especialmente pelo uso da Powered Infantry Armor.

Este período de conflitos que começaram em 2052 ficou conhecido como Guerra dos Recursos. Muitas nações menores faliram em decorrência do conflito e da escassez de recursos e de petróleo. A Guerra dos Recursos finalmente terminou em 2077, culminando na Grande Guerra.

A Grande Guerra em si

Em 2077, o mundo já estava diante de uma Terceira Guerra Mundial. O avanço dos programas nucleares resultou na preocupação por parte dos outros países, que temiam um ataque nuclear iminente. Os Estados Unidos rejeitavam negociações, enquanto a China argumentava que os americanos estavam dificultando um acordo de paz propositalmente para pôr em jogo sua vantagem tecnológica. Uma série de outros conflitos militares, troca de acusações e guerras civis em ambos os países continuaram até o mês de outubro do mesmo ano.

No dia 23 de Outubro de 2077, depois de uma série de outros ataques ao Alasca, e a descoberta pelo Serviço de Inteligência do desenvolvimento de armas biológicas chinesas, os Estados Unidos estava preparando um grande ataque contra a capital da China, com soldados equipados com Power Armor. A iminente derrota dos chineses e a enorme vantagem tecnológica dos americanos forçou a China a preparar um contra-ataque contra o território americano, com armas nucleares. Em poucas horas, ambos os dois países estavam a beira de um ataque nuclear conjunto. Aproximadamente às 10:47, pouco antes das tropas americanas chegarem a Pequim, os chineses lançaram suas armas nucleares em direção aos Estados Unidos. Surpreendidos pela atitude dos chineses, os americanos não tiveram tempo para se proteger, e ao invés disso contra-atacaram com armas nucleares. Nos Estados Unidos, a Costa Oeste foi atingida primeiramente por bombardeiros estratégicos chineses e mísseis balísticos e, como consequência de ter sido atingida a cerca de 10:47, mais pessoas foram capazes de chegar aos Vaults e abrigos de proteção individual, levando a uma taxa de sobrevivência inicial elevada e superior em relação a outras regiões do país. Os ataques nucleares de ambos os países também forçaram aliados e inimigos a se atacarem. A troca nuclear entre os dois durou apenas duas horas, mas foi terrivelmente destrutiva e reformulou o clima do planeta, ao mesmo tempo em que causou a queda da maior parte da civilização humana em todos os lugares ao redor do mundo. Mais energia foi liberada nos primeiros momentos da Grande Guerra do que todos os anteriores conflitos humanos na história combinados. Tal evento ficou conhecido como a Grande Guerra.

Nas horas seguintes, a geografia e o clima da Terra foram alterados significativamente. Cadeias de montanhas inteiras foram criadas, superfícies minadas e explosões diversas pela pressão das bombas nucleares. A radiação percorreu rapidamente boa parte do mundo, incluindo países que não se envolveram na guerra. Tais países, confusos e sem saber o que fazer, manipularam informações e tentaram esconder do mundo o que estava acontecendo, enquanto as pessoas já percebiam que o inevitável tinha acontecido. O clima do planeta começou a ser alterado radicalmente, e a radiação e invernos nucleares apareceram e assolaram todas as partes do mundo.

Mundo pós-guerra

Apesar da destruição global causada pelos ataques nucleares, muitas regiões ao redor do mundo permaneceram habitadas, com níveis baixos e toleráveis de precipitação radioativa. Graças a rápida capacidade de adaptação do ser humano, muitas cidades, vilas e assentamentos nos Estados Unidos também permaneceram habitadas, com pequenos grupos de pessoas tentando sobreviver sobre as ruínas das cidades. Várias comunidades e até mesmo cidades foram estabelecidas com o tempo, incluindo cidades fundadas por moradores dos Vaults em lugares desertos (usando uma tecnologia conhecida por Geck). A capital dos Estados Unidos, Washington, D.C., foi duramente atingida por bombas nucleares, mas conseguiu manter boa parte dos edifícios ainda de pé, apesar de destruídos. A rede de metrô da cidade passou a ser o melhor caminho para outras regiões da capital, já que não foi completamente destruída. As ruas da cidade foram quase que completamente destruídas ou tomadas por ruínas. Além da capital, outras cidades como Las Vegas permaneceram sendo habitadas por humanos.

Um evento marcante foram as chuvas. Algumas semanas depois dos ataques nucleares, a chuva começou a cair em algumas regiões. Mas por causa da radiação, não eram potáveis. A água era negra, manchada de fugilagem e cinza. A época de chuvas marcou o início da época pós-guerra nuclear, tomada por destruição, desespero e morte daqueles que sobreviveram ao ataque, por consequência da radiação e falta de comida. As chuvas duraram cerca de 4 dias na maioria das regiões, matando milhares de pessoas e animais, além de causar a extinção de várias espécies de plantas e vegetais. A maior parte das regiões passou a ficar estéril e totalmente sem vida, dificultando mais ainda a sobrevivência de outros humanos e animais.

Muitos cidadãos americanos não levaram em consideração as sirenes de ataque aéreo dos Vaults em 23 de Outubro de 2077, acreditando que eles sejam apenas mais um teste de evacuação em massa. Os que conseguiram chegar no Vault foram selados e trancados (exceto o Vault 12, que nunca foi destinado a ser fechado totalmente), enquanto do lado de fora, as pessoas agonizavam no fogo das explosões nucleares. Outras pessoas, mesmo sem ter acesso ao Vault, se refugiaram em esgotos, estações de metrô, cavernas abrigos ou instalações subterrâneas. No entanto, o calor das ondas de choque causaram a morte da maioria.

Mutações

A radiação das bombas, combinada com o vazamento de uma substância conhecida como FEV, causou uma série de mutações biológicas em várias espécies. Desde então, as mutações deram origem a novas espécies, que se tornaram verdadeiros problemas e na maior parte do tempo impediu significativamente a reconstrução da civilização.

Depois da guerra, várias pesquisas feitas por cientistas concluíram que algumas espécies de insetos e animais haviam ganhado novas características visíveis, se deformado ou aumentado assustadoramente de tamanho, por causa da radiação (Veja: Divergência). Os insetos gigantes, como ficaram conhecidos algumas espécies, rapidamente se espalharam pelo mundo - principalmente pelos Estados Unidos - e desenvolveram a capacidade de até mesmo matar (e alimentar, em alguns casos) seres humanos. Espécies de insetos como moscas gigantes, baratas gigantes e escorpiões gigantes são as mais conhecidas. Outras espécies de animais também foram afetadas, como Brahmin, ganharam duas cabeças ou membros extras.

Cerca de sete anos após os ataques nucleares, começaram a ser registrados casos envolvendo criaturas consideradas "aberrações". Algumas comunidades isoladas relatavam que monstros enormes começaram a aparecer, alguns com comportamento animal, outros armados e aparentemente inteligentes. Mais tarde, foi descoberto que muitas criaturas resultantes de experimentos anteriores à guerra do governo dos Estados Unidos haviam se espalhado por todo o continente. Criaturas como Mole Rats, Deathclaws e Mirelurks foram depois identificadas e catalogadas como espécies pela Brotherhood of Steel e pela Enclave.

Porém, o grande problema era que os Super Mutantes - humanos expostos ao vírus FEV - se espalharam pelo continente americano de uma forma absurdamente rápida. Até hoje já foram descobertas duas principais fontes de origens da nova espécie: A Mariposa Military Base na Core Region, e o Vault 87 na Capital Wasteland.

Veja também

Gallery

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória