Fandom

Apocalipse Escarlate

Forced Evolutionary Virus

1 412 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar
 ... 
Gametitle-FO1.pngGametitle-FO2.pngGametitle-FO3.pngGametitle-FOT.pngGametitle-FOT2.pngGametitle-FOBOS.png
Gametitle-FO1.pngGametitle-FO2.pngGametitle-FO3.pngGametitle-FOT.pngGametitle-FOT2.pngGametitle-FOBOS.pngGametitle-FOBOS2.pngGametitle-VB.pngGametitle-FNV.pngGametitle-FB.png
Biohazard.png

Forced Evolutionary Virus.

O Forced Evolutionary Virus ou FEV (Vírus da evolução forçada, em português) é um tipo de vírus criado para ser usado como arma biológica durante os eventos anteriores a Grande Guerra. Junto com a radiação ambiental das bombas, o vírus FEV foi a principal fonte de mutações no universo Fallout. Os Super mutantes e o Master são exemplos do resultado da infecção intensa do vírus FEV. Master, que criou os Super mutantes com o vírus FEV, também criou uma variedade de outras criaturas aberrantes com o vírus. Existem diversas variações do vírus FEV. Suas diversas variações e mutações criaram duas grandes ameaças para a humanidade pós-guerra: os Super mutantes criados pelo Master, e os Super mutantes que se originaram no Vault 87, que se espalharam por toda a Capital Wasteland e por várias localidades dos Estados Unidos. Além dos Super mutantes, o vírus também se tornou um meio de dominação global e ambição, que fez com que Master se tornasse uma ameaça para o futuro da humanidade com seus objetivos.

História do FEV

Antes da Grande Guerra

FEV virus.jpg

As armas biológicas poderiam ser uma grande vantagem.

Nos anos anteriores à Grande Guerra de 2077 entre a China e os Estados Unidos, ambos os lados estavam investigando e estudando uma nova arma que significaria uma grande vantagem durante uma possível guerra. Os cientistas chineses saíram na frente, mas o governo dos Estados Unidos fez o uso de recursos do setor privado americano para desenvolver uma arma secreta mais poderosa que poderia ser melhor que as dos chineses. Uma empresa de alta tecnologia científica com o nome de West Tek já era uma grande parceria que trabalhou na defesa militar dos Estados Unidos. Jogando o primeiro Fallout, o Vault Dweller explorou uma localização na região central da Wasteland chamada the Glow, o que foi na verdade uma base da West Tek Research Facility que foi um alvo direto dos chineses durante a Grande Guerra. Enquanto explorava as ruínas altamente radioativas, o Vault Dweller descobriu que a West Tek tinha sido responsabilizada pela criação de uma série de equipamentos para serem usados pelos militares americanos. Armas de laser e de plasma foram criadas e testadas lá. A Power Armor, uma armadura maciça de combate mecanizado para soldados também foi desenvolvida lá. E o mais importante, a pesquisa por uma arma biológica com imunidade capaz de combater os agentes de outra arma biológica também foi conduzido pela West Tek.

Um dos maiores medos que os americanos tinham durante esse período foi a possibilidade dos chineses realizarem o uso de uma arma biológica contra as tropas americanas. Essa arma poderia ser muito poderosa, um vírus geneticamente modificado para dizimar exércitos e populações de civis inteiras sem dificuldades, e sem que um único tiro fosse disparado pelos chineses. Por isso, o governo e a West Tek resolveu começar uma investigação para criar uma forma de estimular o sistema imunológico humano para que de tal forma, poderia, naturalmente, ser imune a qualquer arma biológica chinesa que pudesse ser usada. O projeto levou o nome Pan-Immunity Virion Project (PVP). O objetivo era a alteração do DNA de um indivíduo de tal maneira que sua estrutura de dupla hélice fosse transformada em uma estrutura helicoidal que á tornaria imune a qualquer agente conhecido. Durante a fase de testes do PVP West Tek em 2076, os efeitos secundários começaram a serem percebidos pelos cientistas. Os animais usados nos testes começaram a crescer significativamente em tamanho e suas estruturas musculares junto com suas atividades cerebrais também aumentaram de tamanho. Vendo as possíveis aplicações militares com base nesses resultados, o exército dos Estados Unidos enviou seus próprios cientistas militares para as instalações, a fim de garantir o projeto e renomear o vírus PVP para Forced Evolutionary Virus (FEV). Não contente com as experiências anteriores, os cientistas militares dos Estados Unidos esperavam que o FEV iria transformar os soldados americanos em super homens altamente fortes e inteligentes, capazes de derrotarem praticamente uma tropa inteira inimiga, com uma força comparada apenas aos animais mais furiosos da Terra. Quando os testes nos animais atingiram uma conclusão lógica e final, os militares americanos moveram todo o aparato de investigação do FEV para a Mariposa Military Base na Califórnia, onde os testes prosseguiram em segredo militar total.

A Grande Guerra

No entanto, a natureza cruel das pesquisas que estavam sendo realizadas na base de Mariposa era mantida em segredo para vários dos cientistas e militares que trabalhavam no projeto. A natureza do projeto acabou vazando por fontes desconhecidas e chegaram aos cientistas e militares, causando um colapso na base. O coronel Robert Spindel, oficial encarregado da guarnição e da defesa militar do projeto, acabou entrando em estado emocional critico e se suicidou. Segundo no comando, o Capitão Roger Maxson assumiu as tropas e começou a interrogar os cientistas da base de Mariposa para saber mais sobre os objetivos do projeto. Usando argumentos para tentar explicar para Maxson que a Ciência estava apenas cumprindo ordens que tinha sido ordenadas pelos mais altos níveis do Pentágono, Maxson acabou executando grande parte dos cientistas que interrogava, um atrás do outro. Mais tarde, ele anunciou que a Base militar de Mariposa iria se tornar independente e se separar completamente do governo dos Estados Unidos. Apenas alguns dias depois desse anuncio, em outubro de 2077, a Grande Guerra chegou em seu estado critico e ocorreu um ataque nuclear dos chineses sobre os Estados Unidos, o que deixou o governo dos Estados Unidos em completo colapso, sem antes que eles pudessem tomar alguma medida em relação à base de Mariposa. Ainda atordoado pelos experimentos do FEV e pelo ataque nuclear, Maxson decidiu levar suas tropas e seus familiares para um bunker do governo em Lost Hills, onde mais tarde iria começar a utilizar os equipamentos de alta tecnologia militar trazidos da base de Mariposa, para então criar o Brotherhood of Steel.

Expedição de Richard Grey

Arquivo:FO01 NPC Master.png

A base militar de Mariposa ficou quieta e abandonada por um bom tempo após as bombas caírem. Algum tempo depois da Grande Guerra, no entanto, um grupo de exploradores da região central da Wasteland, incluindo Harold, entraram na base com o objetivo de acabar com a proliferação de criaturas mutantes que estavam saindo da base. A data exata da expedição é desconhecida, mas o fato de que Harold era um morador do Vault, depois da grande guerra, e sua aparência ainda humana, sugere que isso não tenha acontecido mais de trinta anos após as bombas caírem.

O líder da expedição era o Dr.Richard Grey, anteriormente conhecido como Richard Moreau até ser exilado da Vault City, um Vault próximo na Wasteland. Quando a equipe de Grey entrou na base de Mariposa, a maioria morreu ao se depararem com a defesa dos sistemas automatizados de robôs. Logo, só restaram Grey e Harold. De alguma forma, Harold foi nocauteado e deixado inconsciente no deserto, longe da base, com boa parte do corpo deformado. Grey, no entanto, sofreu problemas bem mais sérios. Ele entrou em uma sala de vats que tinha enormes caldeirões borbulhantes com uma solução verde que continha grandes quantidades de FEV esperando para serem usados. Grey foi atingido acidentalmente por um guindaste automatizado e caiu dentro de um dos caldeirões, mas conseguiu se arrastar para fora cerca de um mês depois. Embora o FEV foi projetado para ser injetado em seres humanos, Grey descobriu que o simples contato físico direto com o vírus já causa efeitos significantes. Ele começou a sofrer terríveis mutações rapidamente, e se transformou em uma assustadora criatura cheia de tentáculos, sem corpo humano, devido às mutações. Ele deixou de ser um humano e passou a ser uma simples gosma grudada no chão. Porém, ele também desenvolveu certos poderes psíquicos, que aumentaram sua inteligência. Lentamente, ele começou a explorar o resto da base e a começar a pesquisar e estudar seus próprios experimentos entre seres humanos e o vírus FEV, usando sua inteligência e os recursos que restaram na base, já que estaria condenado a passar toda a vida naquele lugar.

A chegada do Master

Vats.jpg

FEV Vats na Base militar de Mariposa

Grey descobriu que boa parte de seus experimentos se transformaram em gigantes humanos, brutos, fortes e estúpidos com a inteligência de uma criança. No entanto, uma rara cobaia deu resultado à um meta-humano conhecido como Super mutante. Imune à radiação e com uma força extremamente grande, os Super mutantes eram superiores em todos os sentidos aos seres humanos. Eles também possuíam uma expectativa de vida excepcionalmente longa com uma (sem conhecimento de grey) esterilidade total, sem a necessidade de se reproduzirem. Grey, agora chamado de Master, por muito tempo lamentava a destruição desnecessária da civilização humana causado pelas guerras. Em seu estado deformado, ele acreditou que deveria forçar a humanidade para evoluir além de sua própria natureza destrutiva. Se todo ser humano fosse um Super mutante com todas as vantagens do mesmo, não haveria mais nenhuma razão para existirem conflitos entre humanos. Aqueles que não aceitassem o plano do Master deveriam morrer. O Master então começou a ordenar a procura de novos humanos na Wasteland para criar novos mutantes e construir um Exército de super mutantes e avançar no plano de substituir a destrutiva e falida espécie humana, por uma nova espécie mais avançada em todos os sentidos.

No entanto, a criação de novos Super mutantes por controle provou ser uma causa perdida. A grande maioria dos Super mutantes criados por Master e mais tarde por Lieutenant com o vírus FEV na base Mariposa eram grandes, fortes e brutos, porém possuíam a inteligência de uma criança. Eles eram ignorantes e devido à isso não obedeciam ordens. Eram muito superiores aos humanos em níveis de força, mas com um cérebro confuso e mentalidade descontrolada. O que exatamente fez alguns infectados pelo vírus FEV se tornassem super inteligentes e outros a se tornassem burros. O Master estava certo de que a diferença de inteligência entre os experimentos estava relacionado à quantidade de danos pela radiação causada por um indivíduo: os seres humanos que não tinham sido expostos a radiação intensa de um ambiente nuclear, se tornavam mais inteligentes quando eram transformados em Super mutantes com o vírus FEV (veja o diário pessoal dele para saber mais). No entanto, Lieutenant tinha uma outra teoria diferente para explicar isso. Quando as bombas nucleares chinesas atingiram as instalações da West Tek, o impacto das ondas de choque nuclear acabou atingindo vários dos tanques cheios de soluções do vírus FEV. A radiação das bombas nucleares se misturou com o vírus, e causou uma mutação que fez com que o vírus FEV se transformasse em um vírus potencial para o ar (e não mais por injeção ou contato apenas). Mas essa nova mutação do vírus FEV no ar não causa qualquer efeito mutagênico real em seres humanos. Tudo o que ele faz é inocular qualquer pessoa infectada com ele contra o vírus original, agindo de uma forma parecida como uma vacina e permitindo que o organismo tenha uma resistência limitada aos efeitos de mutação do FEV. Como resultado, o tipo de pessoa ideal para a mutação FEV era alguém que não tinha sido exposta à mutação do FEV por ar e nem por radiação após a Grande Guerra. Ambas as condições - sem exposição à radiação e ao vírus FEV por ar - estiveram presentes apenas em moradores de Vaults, já que vivem isolados. Cada Vault tinha cerca de 1.000 indivíduos viáveis que poderiam ser infectados com o vírus FEV original e se transformarem em Super mutantes altamente inteligentes e fortes. O fator de não ficar exposto à radiação e a versão do FEV por ar nunca foi confirmada, apesar de que o critério que era usado é quanto menos exposto à radiação e a qualquer outro produto químico biológico, melhor.

Em 2162, uma pessoa conhecida como Vault Dweller acabou matando Master em sua Catedral sob as ruínas de Los Angeles e destruiu boa parte das instalações do vírus FEV. A base militar de Mariposa então entrou em colapso definitivo.

O Enclave e o FEV modificado

Artigo principal: FEV Curling-13

Em 2236, o Enclave, restos do falido e destruído governo dos Estados Unidos , realizou uma expedição à Base militar de Mariposa e escavou as ruínas do lugar, usando em grande parte escravos capturados a partir da cidade de Redding. Depois de várias horas, eles finalmente descobriram restos do vírus FEV na sala de Vats do Master, na parte inferior da base. Embora os restos tenham sido enterrados e esquecidos durante décadas nas ruínas da base, ainda era possível encontrar uma gosma borbulhante e verde nos níveis inferiores da base, que era uma solução que continha partículas do vírus FEV. O Enclave então recolheu amostras para serem enviadas de volta à plataforma petrolífera Oil Rig que serviu como base sede na costa pacífica da Califórnia, para posteriores analises. Pouco tempo depois, os escravos que estavam trabalhando com o Enclave, ficaram totalmente expostos ao FEV ao decorrer do tempo, alguns até mesmo caíram em caldeirões do FEV e em Vats, e começaram a se transformar em mutantes. Era uma espécie de segunda geração de mutantes. Os escravos mutantes logo atacaram os soldados do Enclave. Aproveitando as armas e equipamentos que eram encontrados nas ruínas da base, os mutantes rapidamente invadiram os outros níveis da base e atacaram as tropas de soldados do Enclave. Em pânico, as tropas do Enclave nos níveis superiores fugiram da base e usaram explosivos para bloquear a entrada, prendendo os mutantes de segunda geração dentro do lugar.

Ainda sim, mesmo com o que aconteceu na base de Mariposa, o Enclave tiveram amostras de FEV o suficiente para fazer um complexo estudo. De volta ao Oil Rig, os cientistas começaram a trabalhar em pesquisas na tentativa de criar um efeito reverso para o vírus FEV. Eles descobriram que seria possível fazer a partir da composição do vírus, uma toxina extremamente poderosa e mortal. O Dr.Charles Curling foi o cientista que liderou o projeto, sobre a direção de Dick Richardson, o presidente dos Estados Unidos. Mas para concluir os estudos, os cientistas precisavam de dois grupos de testes: Seres humanos puros e livre de infecções do tipo, e outro grupo composto por seres humanos "mutantes", espalhados pela Costa Oeste, que sofria o efeito da radiação nuclear e exposição ao FEV no ar por décadas. A amostra mutante foi facilmente adquirida depois do Enclave capturar toda a população da cidade de Arroyo, que eram todos descendentes dos habitantes do Vault 13.

O grupo de humanos puros se provou mais difícil de se conseguir. O Enclave não aceitava usar seus próprios membros para experimentos científicos que viviam na base, provavelmente porque todos eles tinha um papel importante em projetos e na organização da mesma. Então, graças as redes de comunicação entre os Vaults e o governo, eles usaram o Vault Experiment e determinaram que a população do Vault 13 era em sua maioria pura e sem contaminação por radiação ou mutações diversas. O Enclave se moveu para o Vault 13 e enviou um pedido para abrirem a porta do Vault. Depois de aniquilar boa parte da segurança e de alguns moradores surpreendidos, eles reuniram os moradores e enviaram todos eles para o Oil Rig em Vertibirds para continuarem com os experimentos do FEV.

Pouco tempo depois, as cobaias apresentaram os resultados esperados. Foi concluído que a nova modificação do vírus era 100% letal para os seres humanos que sofreram efeitos da radiação ou mesmo leve exposição ao vírus FEV pelo ar. Assim, o Enclave estava preparado para lançar a nova versão do vírus pelo ar para matar toda a população contaminada do continente, e somente as pessoas "puras" iriam sobreviver. Porém, alguém conhecido como Chosen One chegou na plataforma Oil Rig a bordo do Poseidon Oil , que estava nas ruínas de São Francisco durante anos. Ele libertou todos os prisioneiros cobaias do Vault 13, bem como os capturados de sua própria tribo Arroyo, e iniciou uma autodestruição em sequência da plataforma Oil Rig, que destruiu toda a base do Enclave, salvando a vida de toda a população do continente que poderia deixar de existir se o Enclave concluísse seu plano com a versão modificada do FEV - pelo menos por enquanto.

A Costa Leste e o FEV

Na Capital Wasteland, centralizada nas ruínas de Washington, D.C. na costa leste dos Estados Unidos, uma nova espécie de Super mutantes com a pele amarelada surgiu, junto com outra espécie mutante conhecida como Centaurs. Também na Capital Wasteland, se localizava o Vault 87, que como parte de um experimento controlado pelo Governo dos Estados Unidos e pela Vault-Tec, incluía grandes quantidades de FEV. Em 2077, seguido do ataque nuclear dos Chineses, os moradores do Vault 87 foram forçados a serem infectados com uma versão modificada do FEV, como parte do experimento. A versão modificada do FEV usado no Vault 87 deu origem à Super mutantes amarelados, fortes, grandes e altamente estúpidos. Essa versão do vírus também deixava os mutantes mais "saudáveis" do que os mutantes de outras regiões, como os da Região Central. Porém, na Capital Wasteland era muito mais raro encontrar Super mutantes inteligentes, e somente dois deles podem ser encontrados e serem considerados civilizados: Uncle Leo e o Fawkes. No Vault 87, também é possível descobrir que os Super mutantes que vivem lá tem o conhecimento da fonte de mutações. Por isso, é possível ouvir conversas de Super mutantes durante a visita do Lone Wanderer ao Vault, onde eles diziam querer capturar humanos para transformá-los em Super mutantes através da "coisa verde", que é como eles chamam o vírus FEV contido no Vault. Isso explica porque os Super mutantes da Capital Wasteland apenas capturam, mas não matam humanos, em suas bases espalhadas pela capital. O Uncle Leo também afirma que os Super mutantes costumam seguir o mesmo plano para garantir a expansão da espécie.

Devido à dominação e a expansão dos mutantes pela Capital Wasteland, o presidente do Enclave e dos Estados Unidos em 2277 , John Henry Eden, voltou a usar a estratégia do Enclave usada vários anos antes, quando a base Oil Rig foi destruída e o plano foi abandonado. Ele tentou então convencer o Lone Wanderer para usar uma versão modificada do vírus FEV no Project Purity, com o objetivo de matar todas as mutações da Capital Wasteland através da distribuição de água. Se o Lone Wanderer ajudar na realização do plano de Eden, em seguida através da expansão Broken Steel instalada, será possível distribuir água para as pessoas ao arredor da capital. Elas irão morrer e o jogador irá perder Karma. Isso porque na verdade, a versão modificada do FEV de Eden não só irá matar Super mutantes, como também qualquer outra pessoa infectada com radiação. Em outras palavras, grande parte dos habitantes fora dos Vaults. Caso o Lone Wanderer se recuse a distribuir a versão modifcada do FEV junto com a água do Project Purity, o plano do Enclave irá falhar mais uma vez.

Variações do FEV

Existem quatro variações conhecidas do vírus FEV, além de uma suposta versão secreta. O vírus FEV é a principal fonte de mutações de todos os jogos da série Fallout, e normalmente é usada por grandes líderes e vilões com o objetivo de atingir seus objetivos em meio à grande ameaça mutante.

Versão do FEV da Base Militar de Mariposa

A linhagem original do vírus FEV surgiu na Base Militar de Mariposa, que depois deu origem ao exército de Master e aos Super mutantes da Costa Oeste. Todos os Super mutantes presentes no Fallout, Fallout 2, Fallout Tactics e Fallout: Brotherhood of Steel foram criados usando essa linhagem, incluindo o Frank Horrigan. Outras criaturas que se espalharam pelos Estados Unidos e que se originaram dessa linhagem foram os Centaurs, Floaters, e os Ghouls mutantes: Harold e Talius. O Master usou o vírus na tentativa de criar um exército de Mutantes, que eventualmente iria substituir a espécie humana.

FEV do Vault 87

Essa versão modificada do FEV é localizada no Vault 87 , na Capital Wasteland , e deu origem aos Super mutantes da Capital Wasteland, dessa vez sem um líder definido, com uma aparência diferenciada e altamente expansivos. Outro diferencial é que eles cresciam a medida que envelheciam. Os mutantes do Vault 87 também capturaram humanos para transformá-los em novos Super mutantes. Segundo os registros do Vault 87, essa versão do vírus FEV foi desenvolvido em estado gasoso. Assim como a versão da base militar de Mariposa, o vírus FEV do Vault 87 também deu origem à um grupo de mutantes deformados conhecidos como Centaurs .

FEV do Curling-13

Artigo principal: FEV Curling-13
O Enclave , comandado pelo até então presidente Dick Richardson , criou a sua própria versão do FEV. O objetivo era espalhar a versão pelo ar usando Vertibirds em toda a América do Norte para matar todos os habitantes infectados por radiação no continente. A versão foi desenvolvida pelo cientista Dr. Charles Curling.

FEV de John Henry Eden

Artigo principal: Modified FEV
Assim que o Enclave se estabilizou na Capital Wasteland depois da destruição da base no Oil Rig na California em 2242, o presidente John Henry Eden, sucessor de Dick Richardson, teve acesso à uma amostra da versão Curling-13 do vírus FEV que foi trazido por alguns cientistas sobreviventes. Equipado com um complexo sistema de inteligência artificial, John Eden modificou o vírus, que originalmente era em estado gasoso, para poder ser usado na água ao invés do ar. John Eden tinha como objetivo continuar o plano do Enclave de matar todos os habitantes mutantes, dessa vez usando o Project Purity, que era um projeto para limpar o Rio Potomac da radiação e fornecer água limpa para todos os habitantes. O plano era usar a tecnologia para distribuir água contaminada com o vírus FEV, matando assim a maioria das pessoas da Capital.

FEV secreto da Vault-Tec

FOBoSLogo.pngO conteúdo a seguir é baseado em Fallout: Brotherhood of Steel e não é considerado canônico.
No Fallout: Brotherhood of Steel, uma instalação secreta da Vault-Tec conhecida como Secret Vault foi descoberto por Super mutantes sobreviventes do exército de Master, que na descoberta tinha como líder um mutante altamente inteligente chamado Attis. Ele descobriu que os cientistas do Vault estavam fazendo experimentos na tentativa de criar uma versão modificada do vírus FEV. Eles queriam usar como uma arma biológica, e também para manipular a evolução humana, tirando a principal desvantagem do FEV; A esterilidade produzida pelos mutantes.

Os experimentos não foram bem sucedidos em comparação aos resultados que os cientistas esperavam. Porém, a versão da Vault-Tec produziu novas vantagens, como a rápida regeneração de células. Quando o mutante Attis, que já era mutante por algum tempo, usou a versão modificada do FEV da Vault-Tec nele próprio, começou a crescer e a aumentar de tamanho, se transformando em um grande e gigante organismo celular que foi destruído por uma explosão.

Aparições

O Forced Evolutionary Virus (FEV) aparece de alguma forma em todos os jogos da Série Fallout.

Extras

Holodisks

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória