FANDOM


Disambig
Esta página é sobre a localidade em Fallout 4. Para as 13 comunidades americanas do pré-guerra, veja Estados Unidos.
Para Organizção europeia de nações, veja Comunidade Europeia.
 ... 
Gametitle-FO3Gametitle-FO3 TPGametitle-FO3 BSGametitle-FO3 PLGametitle-FO4Gametitle-FO4 AUT
Gametitle-FO3Gametitle-FO3 TPGametitle-FO3 BSGametitle-FO3 PLGametitle-FO4Gametitle-FO4 AUTGametitle-FO4 FHGametitle-FO4 VWGametitle-FO4 NW

A Comunidade em si nada mais é do que um antro de violência e desespero. Dentro do ambiente selado do Instituto, entretanto... mas os assuntos do Instituto não são da sua conta. Sua mente sub-desenvolvida não conseguiria compreender o que nós conseguimos.

Dr. Zimmer, Fallout 3

A Comunidade (ocasionalmente chamada de ermos da comunidade) foi a divisão administrativa da Nova Inglaterra, mas precisamente no estado de Massachusetts.[1] É chamada tradicionalmente de Comunidade, Massachusetts também fazia parte da New England Commonwealth. Depois de aniquilação atômica total, toda a Comunidade foi reduzida a "um antro de violência e desespero", como a maioria do território americano.

A comunidade era onde a localização de muitas grandes cidades, como Boston, e lar da misteriosa organização do pós-Guerra conhecida como Instituto.

Visão-geral

Pré-Guerra

A Comunidade foi a localidade de muitas batalhas entre o Reino Unido e os Estados Unidos durante a Guerra de Independência Americana—lutada entre 19 de Abril, 1775 até 3 de Setembro, 1783— quando as Treze Colônias britânicas se rebelaram contra impostos e por representação política. Nos anos que se seguiram, a guerra seria celebrada com monumentos para batalhas históricas, figuras e eventos como o monumento da Batalha de Bunker Hill, a estátua de Paul Revere fora de Old North Church, e em museus como o Museu da Liberdade.

Em 1969,[2] a Comunidade seria intrigada sob a New England Commonwealth, um novo, intermediário nível de governo criado para cooperação melhor entre os estados com interesses regionais compatíveis. Com a eventual decadência dos Estados Unidos durante a Grande Guerra, a Comunidade se tornou um grande centro de espera para aviações militares.[3] Além disso, serveria como área de desenvolvimento para o lançador nuclear portátil Fat Man para Engenheiros do Exército. A Agência de Inteligência e Defesa mantinha uma instalação secreta conhecida como Switchboard, enquanto entrepostos militares como a Estação de Satélite Olivia e o Pátio de Treinamento da Guarda Nacional pontilhavam a paisagem.

Com o aumento da tensão e da crise energética mundial e a erupção da Guerra dos Recursos, a Comunidade iria testemunhar o aumento de presença militar devido à ameaça de uma possível infiltração chinesa e de uma guerra nuclear. Vários entrepostos militares foram estabelecidos para prevenir possível espionagem chinesa de entrar em Boston e várias instalações foram construídas, Sentinel Site Prescott— um arsenal de munições, uma instalação de desenvolvimento e até um local de lançamento de ICBMs. A Companhia Echo do 104° Regimento de Infantaria iria subsequentemente ser enviada para ocupar o Posto Militar S. Boston, onde em 11 de Agosto de 2077, ordens do Departamento do Exército ordenavam que todos os veículos passantes deveria ser inspecionados. Enquanto as inspeções tinha o propósito de deter 'elementos suspeitos', eram arbitrariamente discriminantes para com aqueles de origem chinesa,[4] muitos desses já estavam presos em campos de internação de chineses.[5] Relatórios financeiros da época indicam aumento em gastos militares em detrimento de saúde, utilidades e transporte público.[6] Combinado com aumento crescente do gasto em energia decorrente da Guerra dos Recursos, ao largo da hiperinflação e pensamentos negativos acerca da guerra, principalmente após a anexação do Canadá; que tornou a ordem pública em caos e um problema sério, especialmente após as imagens de atrocidades realizadas pelos EUA foram tornadas públicas. O Governador Tenente Graham iria eventualmente decretar lei marcial em Boston,[6] tropas servindo na China e na linha de Anchorage foram forçadas à retornar para conter a rebelião interna.

Em 23 de Outubro, o dia da Grande Guerra, ataques nucleares contra Pensilvânia e Nova Iorque às 9:42, um ataque nuclear atingiu uma locação à sudoeste de Boston às 9:47 da manhã, enquanto outro míssil simultaneamente atingia Washington, DC.[7] O marco zero da Comunidade tinha importância militar e industrial, abrigando fábricas e manufatureiras de armas[8] incluindo Sentinel site. Adicionalmente, o submarino chinês Yangtze-31 disparou seis SLBMs estratégicos na costa Leste dos EUA antes de ser danificado e forçado à procurar abrigo secretamente no posto de Boston. Apesar do sucesso do ataque chinês, o 132° Corpo de Engenheiros em no Sentinel Site Prescott foi capaz de retaliar usando seu próprio arsenal nuclear antes dos misseis chineses atingirem[9] graças aos avisos do radar.

Poucos sobreviveram a explosão, com exclusividade àqueles que conseguiram um lugar nos vários Vaults e abrigos nucleares em Boston e áreas adjacentes. Como Boston não foi diretamente alvejada, um grande número de marcos históricos sobreviveram ao bombardeio inicial, como a Massachusetts State House, o Parque Central de Boston e o Monumento Paul Revere. O exército tentou manter a ordem nos dias conseguintes, usando power armors para ajudar a dissolver a situação e usando a frequência de emergência RJ1138 através das ondas de rádio para outros soldados na Comunidade prometendo comida, abrigo e ajuda no Entreposto Militar de S. Boston. Todavia, sem estrutura ou comando, o exército eventualmente debandou. Os líderes de vários setores governamentais presumidamente sobreviveram a explosão, inicialmente o prefeito de Boston se abrigou no Abrigo Municipal de Boston, que foi construído ilegalmente usando fundos de imposto público e foi eventualmente destruído por uma multidão furiosa.[10] Em conclusão, a falta de estrutura e comunicação em par da falta de suprimentos, preveniu quaisquer formas do governo assumir o controle.

Pós-Guerra

A Comunidade pelejou para se reconstruir depois da guerra. Por décadas, os sobreviventes e estudantes se refugiando no porão do Instituto de Tecnologia da Comunidade deram prosseguimento à pesquisa do pré-guerra, eventualmente fundado o Instituto em 2110, 33 anos após a Grande Guerra. Durante as décadas conseguintes, o Instituto começou a produzir humanos sintéticos, ou simplesmente "sintéticos", eventualmente começando a produção em massa de variantes de 1ª Geração. Nessa época, o Instituto tentara trabalhar com os habitantes da superfície, mas desconfiança mútua rapidamente minou qualquer possibilidade de cooperação, especialmente após a formação do Governo Provisório da Comunidade. Esse desacordo resultou na retração do Instituto para o subterrâneo e adoção de alguns princípios: a erradicação de toda cultura do pré-guerra, a qual eles culpavam por ter iniciado a Grande Guerra.

Em 2130, o Fenway Park foi assentado por um grupo de viajantes, utilizando as arquibancadas como "muralha" contra ameaças externas. Com rumores sobre o lugar se espalhando, em pouco tempo se tornou um porto seguro à quem ansiava por proteção.

Enquanto o estado no pós-guerra lentamente se reconstruia, vários ataques de super mutantes e raiders culminaram na fundação conjunta dos Minutemen da Comunidade, uma milícia cidadã voluntária dos vários assentamentos aliados. Originalmente se tornando proeminentes em 2180 após defender Diamond City contra um ataque de super mutantes, brigas internas causaram a dissolução da organização após o Massacre de Quincy. Como resultado, a Comunidade sofre por falta de real forma administrativa organizada de controle entre as fazendas e conglomerados habitacionais da região.

Ambiente

A Comunidade sofre terríveis tempestades radioativas causadas pelo Mar Reluzente, a área atingida por armas nucleares que destruiu grande parte da região. Durante a tempestade, o céu se torna verde enquanto uma névoa espessa dificulta a visibilidade. Apesar disso, a Comunidade parece de alguma forma mais saudável fisicamente em comparação à outras nos Estados Unidos. Os céus são azuis e limpos, a vegetação teve chance de crescer em várias regiões. A Comunidade também recebe chuvas regulares, tal qual Zion Canyon. A paisagem geral é menos incinerada e inóspita que áreas como Capital Wasteland; isso se dá pela área de Boston não ter sido diretamente atingida. Não obstante, já que a Comunidade cobre a integridade do que era Massachusetts no pré-Guerra, é desconhecido se o resto da região teve a mesma sorte.

Organizações

A mais infame organização na Comunidade, o Instituto, foi fundada por descendentes dos estudantes do Instituto de Tecnologia da Comunidade. Os cientistas que trabalhavam nesse ambiente subterrâneo possuíam muitas tecnologias avançadas e habilidades com a mesma. Eles conseguiram criar uma Inteligência artificial verdadeira e foram capazes de construir androides, chamados pelo populacho de "Sintéticos", os últimos modelos sendo indistinguíveis de humanos reais. Por isso, o Instituto é culpado por muitos dos desaparecimentos que acontecem na Comunidade. O Instituto vê a Comunidade como um lixão para experimentos falhos, os Super Mutantes na região podem traçar suas origens de volta aos experimentos do Instituto com o FEV.

Outra organização ativa na Comunidade, a Ferrovia, funciona como oposição direta ao Instituto. Nomeada em homenagem à Ferrovia Subterrânea, sua missão é resgatar e salvar sintéticos humanoides.

Há muito mais facções em jogo que o Instituto e a Ferrovia, entretanto. Preston Garvey era parte de um grupo chamado Minutemen, uma milícia cidadã que luta contra os bandos de raiders e super mutantes na região. Embora outrora eles fossem respeitados pela Comunidade, seus números foram diminuindo após o Massacre de Quincy, disputas internas e corrupção putrefazendo a organização. Em 2287, os Minutemen só contavam com um membro; Preston, tentando manter um pequeno grupo vivo contra raiders violentos que visavam vendê-los para escravidão após fugirem de Quincy.

A Irmandade de Aço enviou diversas equipes de exploração até Boston e áreas adjacentes entre 2277 e 2287. Eventualmente enviou a Prydwen com esperança de estabelecer permanência na área. Liderados pelo Ancião Arthur Maxson, a Irmandade integrou algumas características da ideologia de Lyons em suas visões tradicionais; eles desejam destruir o Instituto e seus sintéticos de uma vez por todas.

Seções

Fallout 3

Aparições

A Comunidade aparece apenas em Fallout 4, é mencionada em Fallout 3 e suas DLCs The Pitt, Broken Steel e Point Lookout (DLC).

Galeria

Referências

  1. Entrevista com Emil Pagliarulo para a 1up
  2. Placa na Massachusetts State House em Fallout 4 defina 1969 como data de formação das "Treze Comunidades"
  3. A Intendente Ingram diz que a Comunidade se tornou um centro militar pouco antes da Grande Guerra.
  4. Entradas de terminal no Posto Militar S. Boston
  5. Ordens de internação em Fallout 3 e o VDSG. de Fallout 4 mencionam como chineses eram colocados em campos de internação antes da Guerra.
  6. 6,0 6,1 Entradas de Terminal na Massachussets State House
  7. "DEFCON status - 2077", encontrado em um armário com fechadura Expert na Switchboard em Fallout 4
  8. O Mar Reluzente inclui várias fábricas e instalações militares.
  9. Não há misseis na plataforma de lançamento, como dito no artigo acerca Sentinel Site.
  10. Abrigo de Boston - o adeus do prefeito